Envelope laranja e branco Impressora laranja e branca Mapa do Site Tamanho da Fonte Ícone de + para aumentar a fonte Ícone de A para retornar à fonte padrão Ícone de + para diminuir a fonte Contraste Ícone habilitar contraste Ícone desabilitar contraste
Logo do Facebook Logo do Flickr Logo do Instagram
Logo do Conselho Regional de Psicologia

9º CNP / 4º Corep: Veja como foi o maior evento da Psicologia capixaba

Postado no dia 5 de maio de 2016, às 18:25

Congresso aprova 30 propostas e define delegação do Estado ao CNP. Evento é destaque na mídia e consolida o processo de construção democrática para o fortalecimento da profissão no País

Plenária do 4º Corep em uma das deliberações do evento


O processo de construção democrática das diretrizes de atuação ético-políticas da Psicologia reuniu mais de 1,3 mil pessoas de todo o Estado (juntando eventos preparatórios, pré-congressos e a etapa estadual), culminando no maior evento da profissão no Espírito Santo: o Congresso Regional da Psicologia (Corep). Promovido pelo CRP-16, a quarta edição do encontro teve 62 psicólogas/os e dez estudantes de Psicologia, que participaram e contribuíram com o a realização desta que foi a etapa final de discussão dos rumos da profissão no Espírito Santo: o 4º Corep.

Ele teve como tema: “Psicologia, no cotidiano, por uma sociedade mais democrática e igualitária”, e foi realizado nos dias 29 e 30 de abril de 2016, no auditório do Serviço Social do Comércio (Sesc), em Muquiçaba, Guarapari.

Confira mais imagens do 4º Corep. 

O 4º Corep foi marcado por um intenso debate sobre o futuro da Psicologia no Estado e no Brasil. Ao final, a plenária do Congresso elegeu a delegação de profissionais que vai representar o Estado no 9º Congresso Nacional da Psicologia (9º CNP), nos dias 16, 17, 18 e 19 de junho em Brasília. Além disso, a plenária do Corep, após a sistematização feita pelos três grupos de trabalho, aprovou 30 propostas que serão levadas ao CNP. E também aprovou sete moções: de repúdio, de apoio e de recomendação.

Veja aqui quem são as/os delegadas/os eleitas/os!

Foram aprovadas 10 propostas por cada um dos três eixos temáticos de discussão do CNP:
1 – Organização democrática do Sistema Conselhos e aperfeiçoamento das estratégias de diálogo com a categoria e a sociedade;
2 – Contribuições éticas, políticas e técnicas ao processo democrático e de garantia de direitos;
3 – Ampliação e qualificação do exercício profissional no Estado de garantia de direitos.

Grupo de trabalho discute propostas

O eixo 1 contempla propostas como: “Fortalecer e ampliar ações de valorização do trabalho da(o) Psicóloga(o), de modo a contribuir para a visibilidade da categoria profissional, bem como divulgando as especificidades do seu processo de trabalho às instituições empregadoras e população em geral”; e “Garantir a manutenção e a oficialização da estrutura e dos mecanismos de funcionamento democrático do Sistema Conselhos: Assembleia de Políticas, da Administração e das Finanças (Apaf), Congresso Regional de Psicologia (Corep), Congresso Nacional de Psicologia (CNP), Eleições Diretas”.

O eixo 2 tem propostas sobre: “Construir uma política nacional de Psicologia e Laicidade com vistas a uma orientação normativa para categoria profissional e sociedade”; e “Ampliar e revisar a Resolução CFP no 001/1999, de modo a impedir propostas que se direcionem à uma suposta cura ou terapia de conversão de pessoas homossexuais, assim como substituir o termo ‘homoerótico’ por ‘homoafetivo'”.

Do eixo 3, destacam-se as propostas: “Promover e ampliar o debate sobre a descriminalização do aborto e a luta pelo fim da violência obstétrica e institucional contra a mulher”; e “Ampliar e fortalecer a luta pela garantia e defesa dos direitos LGBT em suas diversas ramificações e pautas, bem como fomentar políticas públicas para fortalecimento da rede de acolhimento às pessoas trans”.

As 30 propostas do 4º Corep serão levadas ao 9º CNP, que vai sistematizar todas as proposições de todos os Coreps para aprovar as diretrizes do Sistema Conselhos de Psicologia para os próximos três anos, lembrando que 2016 é momento de eleições na Psicologia brasileira, que vai definir as próximas gestões do Conselho Federal de Psicologia (CFP) e dos Conselhos Regionais, no Dia da Psicóloga e do Psicólogo – 27 de agosto.

Eleições. Veja aqui informações sobre as eleições do CRP-16 e a inscrição de chapas. 

O que são diretrizes?
Diretrizes são orientações, metas a serem atingidas. No caso do Sistema Conselhos de Profissão, as diretrizes ético-políticas da Psicologia são definidas pelo Congresso Nacional da Psicologia (CNP), em um processo democrático e coletivo, que conta com a participação de toda a categoria. A definição dessas diretrizes se dá a partir das propostas que chegam ao CNP vindas de todos os Coreps.

Construção democrática
Para a presidente da mesa diretora do 4º Corep, conselheira do CRP-16 Karina de Andrade Fonseca, o Congresso “consolida a aposta que o Sistema Conselhos de Psicologia faz na construção democrática de propostas para o fortalecimento da profissão com garantia de direitos no País”.

“A integração e o comprometimento de todos as/os presentes foi fundamental para que aprovássemos 30 importantes propostas que perpassaram as temáticas de cada um dos três eixos temáticos do evento para serem defendidas no 9º CNP pelas/os nove delegadas/os eleitas/os, todas/os reconhecidamente engajadas(os) nos mais variados campos de atuação da Psicologia e com intensa atuação em diferentes áreas das políticas públicas”, avalia Karina.

Vale lembrar, contudo, que o 4º Corep foi a etapa final do 9º CNP no Estado. É que as atividades do CRP-16 referentes ao Congresso Regional tiveram início ainda no ano passado.

A conselheira Karina, ao centro, e o conselheiro Cleilson, à esquerda, falam sobre a condução dos trabalhos pela mesa diretora, que teve ainda em sua composição a conselheira Sheila, a psicóloga Sharla e o psicólogo Rudge

“Coletivamente, desde outubro de 2015, por meio de eventos preparatórios e pré-congressos, psicólogas e psicólogos do Estado se reuniram para discutir a construção de propostas para serem discutidas, regionalmente, no 4º Corep, e, nacionalmente, no CNP, que será realizado em Brasília no mês de junho. Certamente, terão diferenciada contribuição no debate das propostas que serão aprovadas para comporem o Caderno de Deliberações do 9º CNP, que dará os direcionamentos para a gestão dos Conselhos Regionais e Conselho Federal nos próximos três anos”, argumenta a conselheira.

O secretário da mesa diretora do 4º Corep, conselheiro do CRP-16 Cleilson Teobaldo dos Reis, também ressalta a construção democrática do CNP, salientando o protagonismo da profissão nessa questão.

“É importante destacar o processo democrático do Sistema Conselhos, afinal a Psicologia é uma das poucas profissões que se organizam, nacionalmente, a partir das demandas que a própria categoria apresenta. Isso é um grande desafio, mas que confere ao Sistema Conselhos um caráter de democracia, de participação profissional. E é um orgulho saber que a Psicologia está sendo construída de forma coletiva, ouvindo psicólogas/os de todo o Brasil. E aqui (no 4º Corep), psicólogas/os de diferentes municípios do Estado tiveram a oportunidade de participar”, frisa o conselheiro.

Ele reforça que as atividades não param e, por isso, a categoria deve ficar atenta não apenas ao CNP, em Brasília, mas depois do evento para conferir a aplicação das diretrizes na prática.

“Vale lembrar que o trabalho não acaba com o Corep. Então, vamos para etapa nacional. E é importante que as/os psicólogas/os do Estado fiquem atentas/os. É fundamental que as/os profissionais capixabas estejam ligadas/os no CNP para tomar ciência e também cobrar que as definições do Congresso sejam colocadas em prática”, ressalta o psicólogo.

Além da conselheira Karina e do conselheiro Cleilson, a mesa diretora contava com os seguintes membros: conselheira do CRP-16 Sheila de Oliveira Lopes da Silva (vice-presidente), psicóloga Sharla Provietti Bittencourt (relatora) e o psicólogo Rudge Vigato (suplente).

A mesa diretora foi eleita pela plenária do Corep, logo após ela ter aprovado o regimento interno do evento. Vale ressaltar que até a eleição da mesa diretora, os trabalhos prévios referentes ao Congresso foram conduzidos pelo Comissão Organizadora Regional (Comorg) do 4º Corep.

A composição da Comorg-ES contou com as seguintes conselheiras do CRP-16: Andrea dos Santos Nascimento; Bárbara Lara de Araújo Merçoni; Bárbara de Souza Malvestio; e Rebecca Fagundes e Costa.

Além disso, é importante destacar que o 4º Corep teve apoio técnico – para acompanhamento do sistema de votação de propostas, de duas servidoras do Ministério da Saúde/Datasus: Marilene de Souza e Wânia Silva Ferreira; e da funcionária do CFP, Mariana Kreimer Caetano Melucci.

A equipe de funcionárias/os do CRP-16 marcou presença no Congresso, colaborando para a realização do evento desde o credenciamento até a finalização dos trabalhos.

Na mídia!

Profissional concede entrevista à TV Guarapari

O 4º Corep do ES foi destaque na imprensa capixaba. O jornal A Tribuna fez matéria, tendo como fonte a conselheira do CRP-16 Rebeca Bussinger. Ela falou sobre a proposta de “reforçar o entendimento (da Resolução do CFP 01/1999) para não permitir terapias de reconversão – que no senso comum são chamadas de ‘cura gay’”. Confira aqui a matéria.

Além disso, a TV Guarapari também esteve no Corep, no sábado, 30, cobrindo o evento. Clique aqui e assista ao vídeo da reportagem. 

Entenda mais sobre o processo democrático do CNP
O 4º Corep é a última etapa capixaba dentro da programação do 9º Congresso Nacional da Psicologia. Mas os trabalhos do CRP-16, conduzidos pela Comissão Organizadora Regional (Comorg) do 4º Corep, tiveram início em outubro de 2015, quando foi realizado o primeiro dos quatro eventos preparatórios ao Congresso.

Esses encontros não aprovavam teses ao Corep, mas sim debatiam temáticas para serem levadas aos pré-congressos. Os eventos preparatórios reuniram 187 psicólogas/os, 388 estudantes de Psicologia e 121 profissionais de outras formações, uma vez que eles não eram exclusivos da área psi.

Profissionais e estudantes lotam auditório da UVV, em Vila Velha

Oficina Nacional é o último evento preparatório realizado

Veja como foram os eventos preparatórios:
Oficina Nacional Gestão Integral de Riscos e Desastres: da prevenção à recuperação, em 19 de fevereiro de 2016

Oficina Regional “Psicologia em Foco Especial: O enfrentamento às situações de emergências e desastres, em 29 de janeiro de 2016”
I Simpósio “Profissionais de RH: diferenciais proporcionados pela formação Psi”!, em 19 de novembro de 2015 
“Despatologização das Identidades Trans e Travestis”, em 23 de outubro de 2015

Pré-congressos
O CRP-16 realizou dez pré-congressos, entre os meses de março e abril de 2016, em todo o Estado, cada um deles com uma temática específica. De natureza deliberativa, eles tinham como objetivo apresentar propostas e eleger delegadas/os ao 4º Corep. Para este ano, foi permitido à categoria profissional realizar um pré-congresso livre. 

1170733_973698499333831_796568905501959582_n

Vitória sedia o pré-Corep de 18 de março

Psicólogas/os de Santa Maria de Jetibá, Região Serrana do Estado, tiveram essa iniciativa e contribuíram com o processo de construção visando o Congresso Regional da Psicologia. Ao todo, mais de 730 pessoas participaram desses eventos (220 psicólogas/os e 506 estudantes de Psicologia nos dez pré-Coreps; e dez psicólogas/os e um estudante de Psicologia, no pré-congresso livre).

Cabe ressaltar que, apesar da temática específica, os pré-congressos aprovavam propostas ao Corep sobre variados temas, dentro dos três eixos de discussão do CNP.

Ao todo, os pré-congressos aprovaram 161 propostas ao 4º Corep. E elegeram 75 delegadas/os para o Congresso Regional. 13 delas/es, porém, não participaram da última etapa capixaba, realizada em Guarapari.

Veja como foi:
O 10º pré-Corep do CRP-16, em Vitória, em 09 de abril
O 9º pré-Corep do CRP-16, em Guarapari, em 08 de abril 
O 8º pré-Corep do CRP-16, em Vila Velha, em 1º de abril
O 7º pré-Corep do CRP-16, na Serra, em 30 de março
O 6º pré-Corep do CRP-16, em Cariacica, em 23 de março
O 5º pré-Corep do CRP-16, em Cachoeiro de Itapemirim, em 19 de março
O 4º pré-Corep do CRP-16, em Vitória, em 18 de março
O 3º pré-Corep do CRP-16, em Linhares, em 12 de março
O 2º pré-Corep do CRP-16, em São Mateu, em 05 de março 
O 1º pré-Corep do CRP-16, em Vitória, em 4 de março

Veja como foi o pré-congresso livre
O 1º pré-Corep livre, em Santa Maria de Jetibá, em 15 de março

Estudantes
No dia 16 de agosto, em uma assembleia realizada na Faesa, na Avenida Vitória, em Vitória, o movimento estudantil definiu suas/seus representantes ao 4º Corep. A ideia foi garantir a representação uma/um estudante de cada instituição de ensino de Psicologia no Estado.

Integrantes do movimento estudantil no 4º Corep

Como requisito fundamental para a definição do nome, estava a participação e o seu registro em lista de presença de pelo menos um dos dez pré-congressos realizados. Das/os 11 eleitas/os, dez participaram do Corep, com direito a voz. A estudante Sâmia Brito de Oliveira será a representante estudantil no 9º CNP.

Vale lembrar que as/os estudantes têm direito à voz, mas não podem votar nas propostas que serão aprovadas e encaminhadas ao 9º CNP.

Os comentários não refletem a opinião do CRP-16 sobre o assunto e são de inteira responsabilidade de seu autor, que poderá responder à Justiça caso cometa injúria, calúnia, difamação ou agressão a outrem e a esta autarquia, conforme os Termos e Condições de Uso do site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *