Envelope laranja e branco Impressora laranja e branca Mapa do Site Tamanho da Fonte Ícone de + para aumentar a fonte Ícone de A para retornar à fonte padrão Ícone de + para diminuir a fonte Contraste Ícone habilitar contraste Ícone desabilitar contraste
Logo do Conselho Regional de Psicologia

História

No dia 27 de agosto de 1962 foi promulgada a Lei Federal 4.119, que dispõe sobre os cursos de formação em Psicologia e regulamenta a profissão de psicólogo. Na data (27 de agosto) é comemorado o Dia da Psicóloga e do Psicólogo. Nove anos depois, mais precisamente em 20 de dezembro de 1971, foi sancionada a Lei Federal 5.766, criando os Conselhos Federal e Regionais de Psicologia, destinados a orientar, disciplinar e fiscalizar o exercício da profissão da psicóloga e do psicólogo e zelar pela fiel observância dos princípios de ética e disciplina da classe.

A primeira gestão do Conselho Federal de Psicologia (CFP) data do ano de 1973. No ano seguinte, começaram a surgir os primeiros Regionais.

O Conselho Regional de Psicologia da 16ª Região (CRP-16/ES) foi fundado três décadas depois. Antes de sua fundação, as psicólogas e os psicólogos capixabas se inscreviam em uma seção do Conselho Regional de Minas Gerais (CRP-04).

Em 2004, o CRP-16 elegeria sua primeira gestão, conhecida por I Plenário. Agora, a entidade se fortalecia, o Regional ganhava sede própria, se aproximando da categoria.

O I Plenário, em sua gestão de três anos, desenvolveu excelente trabalho de estruturação administrativa do CRP-16.

Com a posse do II Plenário, eleito em 27 de agosto de 2007, as(os) psicólogas(os) do Estado começaram a ver avanços para além das questões administrativas. Aquela gestão focou tempo e energia em ações de formação, articulação e interlocução interdisciplinar no Estado.

Foi o II Plenário que “começou a colocar o Conselho na rua”, tornando-o conhecido não apenas entre a categoria profissional, mas também em meio à sociedade capixaba, garantindo participação em órgãos de controle social e ganhando protagonismo nas discussões políticas acerca da Psicologia e do exercício profissional das psicólogas e dos psicólogos.

O Centro de Referência em Psicologia e Políticas Públicas (CREPOP) do CRP-16 foi instituído na gestão do II Plenário. O CREPOP aglutina os melhores caminhos construídos pelo trabalho dos profissionais em Psicologia na esfera pública, sistematizando o diálogo com os gestores, a troca de experiências e a formulação de novos espaços de interação profissional, visando a qualificação profissional nas políticas públicas.

Em 27 de agosto de 2010, foi eleito o III Plenário do CRP-16. Essa gestão marcou a consolidação do Conselho capixaba, com ampliação das suas ações e busca pelo atendimento às demandas da sociedade pelos serviços de Psicologia e pelo trabalho das psicólogas e dos psicólogos.

E ainda ampliou a participação do Conselho nos órgãos de controle social, deu continuidade as ações do CREPOP e se fortaleceu como referência política de uma profissão comprometida com a afirmação da democracia e dos direitos humanos.

No Dia da Psicóloga e do Psicólogo de 2013, a categoria profissional no Espírito Santo elegia o IV Plenário do CRP-16. Gestão que continuou com os trabalhos dos plenários anteriores, reforçando a postura política da entidade e assumindo protagonismo em ações que demandam a Psicologia, contribuindo com o fortalecimento da profissão e indo muito além da função precípua do Conselho de realizar a fiscalização e orientação do exercício profissional.

Essa atuação contribuiu para consolidar o CRP-16 com responsabilidade de zelar pelo exercício da atividade profissional, seguindo os objetivos traçados pelo estatuto de orientar, normatizar, fiscalizar e disciplinar, avançando em ações que contribuam na avaliação dos profissionais que atuam em diferentes áreas da psicologia, como: assistência social, saúde, educação, direitos humanos, justiça, empresas públicas e privadas.

Com a participação de todas(os) as(os) psicólogas(os) inscritos no Estado, vamos continuar a trilhar o caminho da consolidação de nossas ações e da Psicologia em todo o Espírito Santo.