Envelope laranja e branco Impressora laranja e branca Mapa do Site Tamanho da Fonte Ícone de + para aumentar a fonte Ícone de A para retornar à fonte padrão Ícone de + para diminuir a fonte Contraste Ícone habilitar contraste Ícone desabilitar contraste
Logo do Facebook Logo do Flickr Logo do Instagram
Logo do Conselho Regional de Psicologia

CRP-16 volta a discutir medicalização e patologização nas escolas

Postado no dia 19 de dezembro de 2011, às 17:44

Comissão de Educação retoma suas reuniões a partir de fevereiro de 2012

Psicólogas e psicólogos discutem as dificuldades da atuação na área educacional

Psicólogas e psicólogos discutem as dificuldades da atuação na área educacional

A reunião da Comissão de Educação do CRP-16 do dia 08 de dezembro abordou novamente a temática medicalização e a patologização nas escolas. A psicóloga Maria Carolina Andrade Freitas foi uma das convidadas para discutir o tema.

Após a exibição de três vídeos sobre como a medicalização, o TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade), entre outros assuntos são tratados na área educacional, as/os participantes iniciaram debate mostrando as dificuldades que encontram em sua atuação.

“É difícil problematizar a questão, porque o tempo da escola não permite, eles (direção da escola) querem logo uma solução do psicólogo escolar, como se falassem para gente – ajeita esse menino e o coloca dentro de sala para mim”, salientou a psicóloga Vanessa Ramalho Manhães.

Maria Carolina ratificou a fala da colega Vanessa. “Como que é problematizar isso dentro desse espaço com todas as exigências da nossa prática como profissional. Será que o enfretamento tem que ser pela via do combate ou fraturando a coisa do ‘modelito’”, questionou.

Ela também mostrou o que considera um caminho adequado nessa discussão. “A gente precisa criar estratégias que sejam sensíveis e não apenas de combate, de problematizar”, disse.

Fórum
A Comissão de Educação já havia tratado do tema medicalização e patologização nas escolas, na reunião do dia 23 de novembro.

Naquela ocasião, a convidada foi a psicóloga pós-doutora em Psicologia Luciana Caliman.

Ela teve a ideia de criar um fórum para discutir a medicalização e patologização nas escolas do Estado e ressaltou a importância deste assunto para atuação profissional dos psicólogos no espaço educacional.

Próxima reunião
Em virtude das festas de fim de ano e do recesso em janeiro para muitos que atuam na área educacional, a retomada dos encontros da Comissão de Educação deve ocorrer em fevereiro de 2012.

Assim que houver a definição, a data será disponibilizada nos meios de comunicação do CRP-16.

Os comentários não refletem a opinião do CRP-16 sobre o assunto e são de inteira responsabilidade de seu autor, que poderá responder à Justiça caso cometa injúria, calúnia, difamação ou agressão a outrem e a esta autarquia, conforme os Termos e Condições de Uso do site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *