Envelope laranja e branco Impressora laranja e branca Mapa do Site Tamanho da Fonte Ícone de + para aumentar a fonte Ícone de A para retornar à fonte padrão Ícone de + para diminuir a fonte Contraste Ícone habilitar contraste Ícone desabilitar contraste
Logo do Facebook Logo do Flickr Logo do Instagram
Logo do Conselho Regional de Psicologia

CFP publica Resolução que torna a Avaliação Psicológica especialidade da Psicologia

Postado no dia 23 de setembro de 2019, às 14:55

A especialidade será contemplada na próxima Prova de Títulos do CFP, que terá edital publicado em breve

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) publicou nesta segunda-feira (16), no Diário Oficial da União, a Resolução CFP nº 18/2019, que reconhece a Avaliação Psicológica como especialidade da Psicologia. O reconhecimento da especialidade era uma demanda antiga da categoria.

A especialidade foi aprovada durante a Assembleia das Políticas, da Administração e das Finanças (Apaf), que aconteceu em dezembro de 2018, em Brasília, e reúne representantes do CFP e de todos os Conselho Regionais de Psicologia (CRPs). A especialidade em Avaliação Psicológica será contemplada na próxima Prova de Títulos do CFP, que terá edital publicado em breve.

Segundo a conselheira do CFP, Daniela Zanini, a Avaliação Psicológica apresenta um conjunto de métodos, técnicas e procedimentos suficientes que a sustentam como uma especialidade. “O Sistema de Avaliação de Testes Psicológicos, o SATEPSI, tem 15 anos e nesse tempo a avaliação psicológica cresceu muito e hoje no Brasil tem um reconhecimento significativamente maior”, afirma.

A Avaliação Psicológica é um processo complexo e exige de profissionais da Psicologia habilidades e conhecimentos para: identificar o construto a ser avaliado; selecionar a melhor forma de medi-lo, determinando quais os instrumentos mais adequados ao contexto específico que pretende avaliar; reunir as informações obtidas; e integrá-las de forma a contribuir para a compreensão do funcionamento do indivíduo e sua relação com a sociedade.

Fonte: CFP. 

 

Os comentários não refletem a opinião do CRP-16 sobre o assunto e são de inteira responsabilidade de seu autor, que poderá responder à Justiça caso cometa injúria, calúnia, difamação ou agressão a outrem e a esta autarquia, conforme os Termos e Condições de Uso do site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *