Envelope laranja e branco Impressora laranja e branca Mapa do Site Tamanho da Fonte Ícone de + para aumentar a fonte Ícone de A para retornar à fonte padrão Ícone de + para diminuir a fonte Contraste Ícone habilitar contraste Ícone desabilitar contraste
Logo do Facebook Logo do Flickr Logo do Instagram
Logo do Conselho Regional de Psicologia

CFP publica referências técnicas para atuação profissional na mobilidade urbana

Postado no dia 28 de novembro de 2018, às 15:31

Documento foi elaborado pelo Crepop. Confira aqui!

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) publicou as Referências Técnicas para Atuação de Psicólogas (os) em Políticas Públicas de Mobilidade Humana e Trânsito, elaborado pelo Centro de Referências Técnicas em Psicologia e Políticas Públicas (Crepop). O documento tem a missão de provocar a categoria para que atue e reflita sobre o campo. Veja aqui!

O Crepop explica que o material reúne as informações para atuação da categoria profissional. A demanda por esse documento surgiu em 2012, durante o VI Conselho Nacional de Psicologia (CNP), que apontou a necessidade de maior qualificação e orientação para a prática da Psicologia nos serviços de trânsito, especialmente, aqueles voltados para a concessão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Segundo o documento, a pesquisa de construção das referências foi realizada em 2009 e contou com a utilização de questionário disponibilizado online (etapa quantitativa), reuniões específicas, grupos fechados, entrevistas e questionários (etapa qualitativa).

Os dados foram coletados em todos os CRPs, com cada um deles conduzindo a investigação em seu território. O questionário na etapa quantitativa foi respondido por 221 pessoas.

A comissão responsável pela elaboração do documento foi formada em 2012 para trabalhar na construção da Referência Técnica, e em 2013 o texto ficou disponível para consulta pública. Em 2017, o Conselho Federal de Psicologia (CFP) retomou os trabalhos dessa referência junto à comissão. A publicação do documento aconteceu na última segunda-feira (26).

“O documento demonstra as possibilidades de atuação da Psicologia no âmbito das políticas públicas de mobilidade humana e trânsito, propondo uma reflexão que localizam a centralidade das pessoas (motoristas ou não) em seus deslocamentos por seus diversos meios: à pé, por bicicletas, transportes públicos, veículos individuais e veículos de transporte de cargas”, explica o conselheiro-presidente do CFP,Rogério Giannini, na apresentação do arquivo.

O presidente ainda aponta que as referências estabelecem o posicionamento do CFP em relação ao campo, em acordo com as deliberações do 9º CNP. O documento também tem a missão de reafirmar o compromisso da entidade federal com os Direitos Humanos no processo de mobilidade.

Para ter acesso às referências técnicas, clique aqui. 

*Com informações do documento.

Os comentários não refletem a opinião do CRP-16 sobre o assunto e são de inteira responsabilidade de seu autor, que poderá responder à Justiça caso cometa injúria, calúnia, difamação ou agressão a outrem e a esta autarquia, conforme os Termos e Condições de Uso do site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *