Envelope laranja e branco Impressora laranja e branca Mapa do Site Tamanho da Fonte Ícone de + para aumentar a fonte Ícone de A para retornar à fonte padrão Ícone de + para diminuir a fonte Contraste Ícone habilitar contraste Ícone desabilitar contraste
Logo do Facebook Logo do Flickr Logo do Instagram
Logo do Conselho Regional de Psicologia

Oficina Nacional é bem avaliada por participantes

Postado no dia 25 de fevereiro de 2016, às 17:54

Promovido pelo CRP-16, em parceria com a Comissão Nacional do CFP, evento foi realizado na UVV, em Vila Velha

O CRP-16, em parceria com a Comissão Nacional de Psicologia nas Emergências e Desastres do Conselho Federal de Psicologia, promoveu no dia 19 de fevereiro, sexta-feira, no Teatro da UVV, em Vila Velha, a Oficina Nacional Gestão Integral de Riscos e Desastres: da prevenção à recuperação. O encontro teve repercussão positiva entre os participantes.

IMG_7004

A psicóloga da Secretaria de Assistência Social de Conceição da Barra, que atua no CRAS, Rosilândia Almeida dos Santos, já havia participado da oficina que aconteceu em Linhares. Mas fez questão de participar do evento que aconteceu em Vila Velha.

“Participei primeiro em Linhares e depois aqui. O conteúdo, a abrangência dos palestrantes e a organização do Conselho foram muito bons. Esse daqui teve um número maior de universitários e complementou a nossa experiência”, frisou a psicóloga.

A colaboradora da Comissão de Emergências e Desastres do Conselho Regional de Minas Gerais (CRP-04), Júnia Lara, acompanhou as atividades da oficina.

“O evento foi bem organizado e muito produtivo. Tinha representantes do Estado, do município, da Secretaria de Defesa Social, da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros, o que demonstra que o Conselho está bem articulado com esses parceiros”, afirmou.

O coordenador chefe da Defesa Civil de Cariacica, Inácio Darós, argumentou sobre a importância da presença do profissional da Psicologia nas situações de riscos e desastres.

“É importantíssimo o psicólogo participar desse processo. Quando vem a calamidade e a catástrofe, todos têm que estar envolvidos. Desde as autoridades constituídas até o voluntariado. Precisamos ter o mesmo objetivo, que é a solidariedade” salientou.

Estudantas/es de Psicologia também marcaram presença no evento. A aluna da UVV, Luanna Lupareli aprovou a temática.

“Eu achei muito interessante, porque o tema abordado é muito atual e não possui muito destaque. Nessas áreas, a ajuda necessária não é apenas de alimentos, mas também o apoio à saúde mental”, disse a estudante de psicologia da UVV, Luanna Lupareli.

Palestrantes. As psicólogas Eliana Márcia Torga e Maria Helena Franco, integrantes da Comissão Nacional de Psicologia na Gestão de Riscos e Desastres do CFP, fizeram palestras e conduziram o simulado ao final do evento.

“Em primeiro lugar eu acho que estar Conselho Regional e o Conselho Federal juntos trabalhando, pensando e refletindo é muito importante. O evento foi muito bom e esses contatos são sempre muito proveitosos”, avaliou a coordenadora da Comissão Nacional, Eliana.

A psicóloga Maria Helena Franco destacou que a oficina contribuiu para ampliar o olhar do profissional para o campo das emergências e desastres.

“A ideia de fazermos essas oficinas em cada estado é com o objetivo de aumentarmos o olhar para essa questão. Aqui em Vitória foi perfeito. A gente vem repetindo coisas sobre o que é ser psicólogo. Mas um evento desses nos faz pensar em ser psicólogos de outro jeito”, ressaltou.

Os comentários não refletem a opinião do CRP-16 sobre o assunto e são de inteira responsabilidade de seu autor, que poderá responder à Justiça caso cometa injúria, calúnia, difamação ou agressão a outrem e a esta autarquia, conforme os Termos e Condições de Uso do site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *