Envelope laranja e branco Impressora laranja e branca Mapa do Site Tamanho da Fonte Ícone de + para aumentar a fonte Ícone de A para retornar à fonte padrão Ícone de + para diminuir a fonte Contraste Ícone habilitar contraste Ícone desabilitar contraste
Logo do Facebook Logo do Flickr Logo do Instagram
Logo do Conselho Regional de Psicologia

18 de maio: Conselho promove debate Luta Antimanicomial e abuso sexual contra crianças e adolescentes

Postado no dia 19 de maio de 2020, às 16:18

Se pensarmos apenas nas expressões que dão nome às datas, elas podem parecer que não têm relação alguma, além do fato de serem lembradas no mesmo dia: 18 de maio. Mas a reunião da Comissão de Saúde do Conselho, na qual se  discutiram temáticas sobre o “Dia Nacional da Luta Antimanicomial” e o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes” no contexto da pandemia de covid-19, mostrou que podem haver relações entre as duas questões sim.

Afinal, uma criança, vítima de abuso sexual, pode ter seu discurso desqualificado – isso até nas instituições que deviam acolhe-la; assim como muitas vezes o discurso de uma pessoa com determinado sofrimento mental também acaba sendo desqualificado até por parte de profissionais da rede de atendimento em saúde mental. O debate mostrou ainda necessidade de mais investimento nessas políticas públicas, discutindo os desafios para atuação profissional voltada para crianças e adolescentes ou nos Caps e outros espaços de atendimento da saúde mental.

A reunião virtual aconteceu pela plataforma Zoom, na segunda-feira, 18 de Maio: Dia Nacional da Luta Antimanicomial e Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes.

Mais casos de abuso
O conselheiro do CRP-16 Walter Amaro de Salles falou sobre o combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, trazendo informações sobre sua atuação profissional como psicólogo do Tribunal de Justiça do Espírito Santo, no qual já atendeu casos de abusos contra crianças e adolescentes.

Segundo Salles, os casos de abuso sexual contra crianças e adolescentes aumentaram durante essa pandemia, em função das medidas de isolamento social e do maior tempo de convivência das vítimas com seus eventuais abusadores.

Com atuação na área de saúde mental, a psicóloga Maristela de Amorim Coelho falou sobre a luta antimanicomial e os cuidados com a saúde mental em tempos de covid-19. Ela pontuou sobre os impactos da pandemia na saúde mental da população e apontou sobre a necessidade de se potencializar as políticas públicas na área em todos os locais, já que há municípios, por exemplo, 0 que não têm esses serviços.

A conselheira da Comissão de Saúde do CRP-16, Ana Claudia Gama Barreto, abriu os trabalhos da reunião e conduziu o debate após as falas da psicóloga Maristela e do conselheiro Walter. A reunião é realizada pela plataforma online Zoom.

Os comentários não refletem a opinião do CRP-16 sobre o assunto e são de inteira responsabilidade de seu autor, que poderá responder à Justiça caso cometa injúria, calúnia, difamação ou agressão a outrem e a esta autarquia, conforme os Termos e Condições de Uso do site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *