Envelope laranja e branco Impressora laranja e branca Mapa do Site Tamanho da Fonte Ícone de + para aumentar a fonte Ícone de A para retornar à fonte padrão Ícone de + para diminuir a fonte Contraste Ícone habilitar contraste Ícone desabilitar contraste
Logo do Facebook Logo do Flickr Logo do Instagram
Logo do Conselho Regional de Psicologia

Projetos de lei do piso salarial e das 30 horas são pontos de pauta da Apaf neste fim de semana

Postado no dia 14 de dezembro de 2017, às 21:27

Diretoria do CRP-16 representa o Conselho na Assembleia em Brasília. Confira os demais pontos de discussão e entenda sobre este importante instrumento deliberativo e democrático da sua profissão!

apaf_bsb_site

A diretoria do CRP-16 vai participar da Assembleia de Políticas, da Administração e das Finanças (Apaf), que será realizada nos dias 16 (sábado) e 17 (domingo) de dezembro, no Conselho Federal de Psicologia (CFP), em Brasília. Na pauta desta edição: os projetos de lei das 30 horas e do piso salarial, revisão da Resolução 01/1999, entre outros.

A Apaf conta com representantes de todos os Regionais e do CFP. O conselheiro-presidente Diemerson Saquetto, a conselheira-vice-presidenta, Carolina Roseiro, a conselheira-tesoureira, Sharla Bitencourt, a e conselheira-secretária, Tammy Motta, vão representar o Regional capixaba na segunda reunião ordinária da Apaf, que é a instância deliberativa do Sistema Conselhos de Psicologia.

“Convocamos a categoria a acompanhar os trabalhos da Apaf, neste fim de semana, ficando por dentro das deliberações e entendendo esse instrumento decisório e democrático do Sistema Conselhos de Psicologia, pois os encaminhamentos da Assembleia têm impactos políticos, administrativos e financeiros para os Regionais e também para as psicólogas e psicólogos de todo o Brasil”, assinala o presidente do CRP-16.

Assista online. A categoria pode acompanhar os trabalhos da Apaf pelo canal do Youtube do CFP.
Pauta. Veja aqui os pontos de pauta desta Apaf.

Diretoria

Composta pelo conselheiro Diemerson e pelas conselheiras Carolina, Sharla e Tammy, a diretoria do CRP-16 representa o Regional do ES na Apaf, em Brasília 


Entendendo a Apaf
Você já ouviu falar na Assembleia das Políticas, da Administração e das Finanças (Apaf)? Sabia que a Apaf está ligada à definição do valor da anuidade que você paga ao seu Conselho Regional de Psicologia (CRP) todo ano? E também a muitas outras coisas?

Para que o psicólogo conheça a influência da Apaf em seu cotidiano profissional, o CRP-16 apresenta um breve manual sobre esse instrumento democrático que promove importantes deliberações para todo o Sistema Conselhos de Psicologia.

O que é a Apaf?
A Apaf é a instância deliberativa do Sistema Conselhos de Psicologia. Ela é subordinada ao Congresso Nacional de Psicologia (CNP).

Quem a compõe?
A Apaf é composta por três representantes do Conselho Federal de Psicologia (CFP) e por conselheiros de todos os Conselhos Regionais de Psicologia, indicados por suas plenárias. Convidados e observadores também podem participar, mas sem direito a voto.

Local das reuniões?
As reuniões ocorrem preferencialmente em Brasília, cabendo ao CFP organizar a infraestrutura.

Qual é a periodicidade da Apaf?
A Apaf se reúne ordinariamente duas vezes ao ano, de acordo com calendário previamente definido. Pode haver reunião extraordinária mediante convocação do CFP ou por solicitação de dois terços dos CRPs.

As principais atribuições da Apaf são:
-Aprovar o Regimento Interno do CFP e o seu próprio Regimento Interno;
-Aprovar o orçamento do CFP;
-Apreciar a prestação de contas do CFP, propondo as verificações e auditagens;
-Deliberar sobre questões de interesse da entidade nos âmbitos administrativo
e financeiro;
-Fixar parâmetros para cobrança de anuidades;
-Aprovar o Regimento Eleitoral;
-Deliberar sobre intervenção nos CRPs;
-Deliberar sobre a aquisição e alienação de bens imóveis do CFP;
-Acompanhar a execução das deliberações do Congresso Nacional de Psicologia (CNP);
-Acompanhar a execução regional das políticas aprovadas nos Congressos Nacionais de Psicologia;
-Estabelecer critérios e diretrizes para organização da estrutura administrativa do CFP;
-Alterar, pelo voto de dois terços de seus integrantes, o Estatuto do CFP.

Criação do Crepop
No seu exercício de atribuições, a Apaf toma decisões que influenciam os trabalhos do Sistema Conselhos de Psicologia. Sejam de caráter temporário ou mesmo permanente. Foi a Apaf a responsável pela aprovação da criação do Crepop, como divulgou o site do CFP divulgou, em 19 de janeiro de 2006.

“Os psicólogos que atuam ou pretendem atuar com políticas públicas contam agora com um importante instrumento para auxiliar em seus trabalhos – O Centro de Referência Técnica em Psicologia e Políticas Públicas (Crepop), aprovado pela Apaf no último dia 17 de dezembro de 2005”.

Vale lembrar que a grande maioria dos Conselhos Regionais conta com o seu Crepop, que tem uma demanda crescente por conta da ampla inserção dos psicólogos nos espaços das políticas públicas.

CNP e Corep
As diretrizes de atuação para o Sistema Conselhos são definidos no Congresso Nacional da Psicologia (CNP), instância máxima que discute e delibera políticas prioritárias para o triênio subsequente, ou seja, para a próxima gestão dos Conselhos Regionais e do Federal.

O CNP ocorre a cada três anos e é fruto de amplo processo democrático. Por meio das etapas que ocorrem dentro dos conselhos regionais e etapa nacional do Congresso, que ocorre em Brasília, todos os profissionais da Psicologia podem contribuir para o projeto coletivo e construção da história da profissão.

Os debates têm início com os eventos nos Regionais, nas Subsedes ou Seções, com os eventos preparatórios, os pré-congressos e os congressos regionais (os Coreps). Os representantes – delegados eleitos são responsáveis por debater e aprovar as diretrizes construídas ao longo do processo e informar nacionalmente as posições debatidas.

Para participar do CNP, o psicólogo ou psicóloga deve procurar o Conselho Regional de Psicologia de sua região. Todo psicólogo inscrito e adimplente pode ser delegado.

O regimento do CNP é aprovado na Assembleia de Políticas, da Administração e das Finanças (APAF).

Veja mais detalhes sobre o CNP.

Os comentários não refletem a opinião do CRP-16 sobre o assunto e são de inteira responsabilidade de seu autor, que poderá responder à Justiça caso cometa injúria, calúnia, difamação ou agressão a outrem e a esta autarquia, conforme os Termos e Condições de Uso do site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *