Envelope laranja e branco Impressora laranja e branca Mapa do Site Tamanho da Fonte Ícone de + para aumentar a fonte Ícone de A para retornar à fonte padrão Ícone de + para diminuir a fonte Contraste Ícone habilitar contraste Ícone desabilitar contraste
Logo do Facebook Logo do Flickr Logo do Youtube
Logo do Conselho Regional de Psicologia

GT em Políticas Feministas e LGBT traça ações em torno de questões de gênero e de sexualidades

Postado no dia 26 de abril de 2017, às 19:31

Próxima reunião está prevista para o dia 24 de maio. Veja os encaminhamentos do encontro realizado no dia 12 de abril

reuniao_lgbt_fem

Primeira reunião do grupo de trabalho acontece na sede do CRP

Visando promover um mapeamento da rede socioassistencial e de referências técnicas utilizadas no atendimento às pessoas LGBT e a mulheres vítimas de violência, o CRP-16 realizou a primeira reunião de seu grupo de trabalho (GT) em Políticas Feministas e LGBT, no dia 12 de abril, na sede da entidade, em Vitória. Na reunião, foram traçadas ações em torno de diversas questões de gênero e de sexualidades.

Profissionais que atuam nos serviços voltados às demandas das pessoas LGBT e das mulheres e militantes desses movimentos participaram do encontro. A próxima reunião do GT está prevista para o dia 24 de maio, às 14h30, na sede do Conselho, em Vitória. E a discussão será em torno dos direitos das mulheres.

“A pauta da próxima reunião do GT será orientada às questões da rede de proteção e defesa de direitos das mulheres”, adianta a conselheira-presidente da Comissão de Políticas Públicas e Sociais do CRP-16, Maria Carolina Fonseca Barbosa Roseiro.

De acordo com ela, do primeiro encontro do GT foi proposta a realização de rodas de conversa nas instituições de ensino sobre gênero e questões LGBT nos currículos de Psicologia. Além disso, o Conselho ficou de encaminhar ofícios e outras formas de comunicação a entidades e parceiros em potencial, levando-se em consideração as indicações apontadas na reunião.

Indicações 
A conselheira do CRP-16 Maria Carolina fala sobre a organização das indicações do que foi discutido em torno do mapeamento da rede socioassistencial às pessoas LGBT e a mulheres vítimas de violência.

“Vamos organizar estas indicações em três eixos: serviços; ativismos; pesquisas. A partir desses eixos e de suas indicações, tivemos alguns questionamentos a serem feitos pelo CRP-16”, frisa a psicóloga.

No eixo dos serviços foram indicados: articulação de trabalhadores da saúde e da assistência social para acolhimento de pessoas trans e travestis.

Em ativismos, as indicações foram: o Conselho Municipal LGBT em Cariacica; Associação GOLD; entre outros projetos visando uma atuação em favor da autonomia trans.

Já no eixo pesquisas foram indicados: o Núcleo Universitário Voltado ao Estudo da Multidiversidade Sexual e Gênero (Nuvem) da Multivix; o Grupo/Núcleo de Estudos e Pesquisas em Sexualidades – GEPS/NEPS, vinculado ao Centro de Educação da Ufes e sua articulação com o Programa de Pós-Graduação em Psicologia Institucional PPGPSI/Ufes; a iniciativa de de grupos de estudos do PPGPSI/Ufes; a menção de grupos de outras faculdades que serão convidados a participar; entre outros instrumentos tendo como objetivo desenvolver projetos e pesquisas voltadas à questão de gênero e à população LGBT.

GT
O GT em Políticas Feministas e LGBT do CRP-16 foi criado a partir de uma reunião ampliada das comissões de Políticas Públicas e Sociais e de Direitos Humanos do Conselho, realizada março.

Nela, profissionais e estudantes presentes projetaram a criação do GT em Políticas Feministas e LGBT para que o grupo possa desenvolver ações voltadas à garantia de direitos desses segmentos sociais, no que tange à atuação da Psicologia.

CompartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someonePrint this page

Os comentários não refletem a opinião do CRP-16 sobre o assunto e são de inteira responsabilidade de seu autor, que poderá responder à Justiça caso cometa injúria, calúnia, difamação ou agressão a outrem e a esta autarquia, conforme os Termos e Condições de Uso do site.