Envelope laranja e branco Impressora laranja e branca Mapa do Site Tamanho da Fonte Ícone de + para aumentar a fonte Ícone de A para retornar à fonte padrão Ícone de + para diminuir a fonte Contraste Ícone habilitar contraste Ícone desabilitar contraste
Logo do Facebook Logo do Flickr Logo do Instagram
Logo do Conselho Regional de Psicologia

Confira como foi a participação do CRP-16 na audiência pública sobre política de drogas

Postado no dia 28 de junho de 2018, às 11:48

Evento foi realizado na Assembleia Legislativa 

A conselheira do CRP-16 Sabrina Cordeiro representou o Conselho na audiência pública, na Assembleia Legislativa (Ales), na terça-feira (26), que teve como tema “Que política sobre drogas nós queremos”.

A psicóloga representante do CRP-16, esteve na mesa da audiência, e falou acerca das “políticas sobre drogas que temos”, afirmando que o atual estado é repressivo, punitivo e que sustenta um sistema penal que encarcera e mata jovens negros. “A atual política de drogas, refletida na Lei 11. 343/2006, como estratégia política de governo, de uns sobre outros, se traduz como ferramenta legal de aplicação de condenação penal de jovens negros de periferia”.

Ela afirmou que precisa ser encontrado um novo caminho para abordar a questão e que o sistema em vigor estaria fracassado. “Precisamos explorar outras possibilidades, debater a descriminalização é uma das tarefas importantes nesse caminho”, opinou.

O evento foi promovido pela Comissão de Políticas Sobre Drogas da Ales, presidida pelo deputado Padre Honório (PT). A comissão do legislativo convidou representantes de movimentos sociais, psicólogos, representantes da Polícia Civil e médicos. O debate girou em torno da liberação e não liberação das drogas e as políticas públicas que são aplicadas no atual sistema.

Na mídia. Confira a fala da conselheira do CRP-16 Sabrina Ribeiro Cordeiro na matéria no site da Assembleia Legislativa sobre a audiência pública “Que política sobre drogas nós queremos”, que aconteceu ontem (terça, 26), no plenário da Casa de Leis: https://goo.gl/4jXMq5

Os comentários não refletem a opinião do CRP-16 sobre o assunto e são de inteira responsabilidade de seu autor, que poderá responder à Justiça caso cometa injúria, calúnia, difamação ou agressão a outrem e a esta autarquia, conforme os Termos e Condições de Uso do site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *