Envelope laranja e branco Impressora laranja e branca Mapa do Site Tamanho da Fonte Ícone de + para aumentar a fonte Ícone de A para retornar à fonte padrão Ícone de + para diminuir a fonte Contraste Ícone habilitar contraste Ícone desabilitar contraste
Logo do Facebook Logo do Flickr Logo do Instagram
Logo do Conselho Regional de Psicologia

CRP-16 debate judicialização na saúde em evento em Colatina

Postado no dia 29 de maio de 2018, às 10:06

Representante do conselho participou do evento promovido pela prefeitura do município no dia 14 de maio

Em maio o CRP-16 participou do Seminário Regional de Saúde Mental e Poder Judiciário, na Faculdade Pitágoras, em Colatina. A psicóloga Keli Lopes Santos representou o conselho no evento promovido pela prefeitura do município. Ela debateu sobre a judicialização na saúde e as internações compulsórias.

O mesa do evento contou com representações do CRP-16, do Conselho Municipal sobre Drogas de Linhares e do Centro Acadêmico de Psicologia da Faculdade Pitágoras.

A psicóloga iniciou o debate afirmando que o momento era oportuno para debater sobre a judicialização na saúde. “Acreditamos ser oportuno debater a judicialização da saúde em tempos de fascismos e conservadorismos”, ressaltou.

Em seguida, ela falou sobre as internações compulsórias, que têm sido usadas como estratégias autoritárias para lidar com um tema tão complexo que é o uso de drogas. “Muito foco se tem dado às internações compulsórias que têm sido utilizadas como estratégias higienistas e autoritárias para lidar com um tema complexo que é o uso de drogas, que muitas vezes se mistura com as consequências da desigualdade social de nosso país”, evidenciou Keli.

Após a mesa de abertura houve a apresentação das palestrantes Andrea Romanholi e Fabíola Xavier seguidos de debate. A apresentação das palestrantes trouxe elementos da história da luta antimanicomial e reforma psiquiátrica no país, problematizando a inclusão das comunidades terapêuticas na Raps e as internações compulsórias.

Em seguida houve apresentação das atividades desenvolvidas pela equipe do judiciário no que tange às demandas de judicialização da saúde, em particular às internações compulsórias de pessoas com problemas decorrentes do uso de drogas.

Os comentários não refletem a opinião do CRP-16 sobre o assunto e são de inteira responsabilidade de seu autor, que poderá responder à Justiça caso cometa injúria, calúnia, difamação ou agressão a outrem e a esta autarquia, conforme os Termos e Condições de Uso do site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *