Envelope laranja e branco Impressora laranja e branca Mapa do Site Tamanho da Fonte Ícone de + para aumentar a fonte Ícone de A para retornar à fonte padrão Ícone de + para diminuir a fonte Contraste Ícone habilitar contraste Ícone desabilitar contraste
Logo do Facebook Logo do Flickr Logo do Instagram
Logo do Conselho Regional de Psicologia

Chuvas no Sul do ES: Conselho colabora com os trabalhos da Defesa Civil Estadual

Postado no dia 22 de janeiro de 2020, às 20:17

Integrante do GT de Psicologia das Emergências e Desastres do CRP-16 acompanha ações do CEPDEC-ES. Conselheiras vão visitar municípios afetados   


Desde 18 de janeiro (sábado), o CRP-16 vem acompanhando os trabalhos da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (CEPDEC-ES) no socorro às vítimas das chuvas intensas que caíram nos últimos dias no Sul do Espírito Santo.

O acompanhamento é feito pela psicóloga Daniela Reis, integrante do Grupo de Trabalho de Psicologia das Emergências e Desastres do CRP-16 e ponto focal do Conselho junto à Defesa Civil do ES.

O que vem sendo feito pelo CRP-16?
A psicóloga Daniela Reis vem dando orientações, observando o previsto no Plano Estadual de Defesa e Proteção e Defesa Civil, a profissionais da Psicologia (da rede SUS/SUAS dos municípios afetados) que estão prestando atendimento nas localidades atingidas.

Daniela e conselheiras do CRP-16 estão visitando os municípios atingidos pelos temporais. O Conselho também vem se articulando com o poder público para discutir sobre a continuidade do atendimento em rede.

No entanto, neste momento inicial, as principais ações da CEPDEC-ES estão focadas nas situações envolvendo risco de vida, amparo a famílias desabrigadas e desalojadas, atendimento médico, entre outros. 

“Equipes do Corpo de Bombeiros Militar no trabalho de Busca e Salvamento nas áreas atingidas pelas fortes chuvas da sexta-feira, 17”, destaca o Twitter do CBMES, em postagem na tarde desta quarta-feira, 22


O CRP-16 fez convocação de trabalho voluntário?
NÃO! Como os trabalhos da CEPDEC-ES estão na fase inicial da gestão de riscos e desastres, o Conselho ainda não fez nenhuma convocação aberta à categoria de trabalho voluntário.

O Conselho, contudo, já tem uma lista de profissionais com orientações básicas a prestarem o atendimento voluntário emergencial a situações de riscos e desastres, caso haja essa necessidade.

O CRP-16 fez esse cadastramento em contato com psicólogas/os que participaram dos eventos: ‘Seminário Estadual de Emergências e Desastres: experiências latino-americanas de enfrentamento à questão’ (2011); das ‘Oficinas: prática de Psicologia nas situações de emergência e desastres’ (2011); e das ‘Oficinas de Atenção Psicossocial em Emergências e Desastres’ (2014). Ou seja, o cadastro foi feito com psicólogas/os que já receberam as orientações básicas de como proceder em situações de voluntariado voltadas para o atendimento à população vítima de calamidade.

Vai haver convocação de trabalho voluntário?
A convocação de trabalho voluntário está em avaliação por parte da CEPDEC-ES. Sendo demandada,  o CRP-16 divulgará previamente as informações e os requisitos para realizar esta eventual convocação.

Nota técnica do CFP
É importante salientar que, além de observar a preparação prévia da/o profissional para atuação em situações de emergências e desastres, é papel do CRP-16 se pautar pela Nota Técnica na Gestão de Riscos e Desastres, Relacionadas com a Política de Proteção e Defesa Civil, do Conselho Federal de Psicologia (CFF):

“Cumpre ao Conselho Regional de Psicologia orientar e fiscalizar as (os) psicólogas (os) que atuarão nas situações de emergências e desastres, verificando a regularidade de inscrição e garantir que seja feito pela/o psicóloga/o o registro documental dos atendimentos prestados, conforme preconiza a Resolução CFP nº 01/2009, alterada pela Resolução nº 05/2010”.  

Por fim, o CRP-16 ressalta que seguirá acompanhando os trabalhos da CEPDEC-ES e que se houver a necessidade de convocação de profissionais voluntárias/os, o Conselho a fará, entendendo que tal prática possui limites e não deve ser exercida sem o devido conhecimento, respeito e responsabilidade, e que deve ser priorizado o trabalho em rede continuado ofertado pelos serviços públicos.

Defesa Civil do Espírito Santo 
No Espírito Santo, atendendo-se ao que preceitua a sua Constituição, o órgão de Proteção e Defesa Civil Estadual está inserido na estrutura do Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo – CBMES, responsável pelas ações de proteção e defesa civil, através de uma coordenação (Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil – CEPDEC/ES) subordinada diretamente ao Comando Geral do CBMES, que por sua vez está subordinado a Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social. Para mais informações, clique aqui e acesse a página da Defesa Civil do Espírito Santo. 

Os comentários não refletem a opinião do CRP-16 sobre o assunto e são de inteira responsabilidade de seu autor, que poderá responder à Justiça caso cometa injúria, calúnia, difamação ou agressão a outrem e a esta autarquia, conforme os Termos e Condições de Uso do site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *