Envelope laranja e branco Impressora laranja e branca Mapa do Site Tamanho da Fonte Ícone de + para aumentar a fonte Ícone de A para retornar à fonte padrão Ícone de + para diminuir a fonte Contraste Ícone habilitar contraste Ícone desabilitar contraste
Logo do Facebook Logo do Flickr Logo do Instagram
Logo do Conselho Regional de Psicologia

CFP repudia divulgação de dados sigilosos de avaliação psicológica

Postado no dia 25 de junho de 2018, às 16:03

Ibap e ASBRo também assinam a nota sobre reportagem do Fantástico, que divulgou avaliação psicológica de Suzane Von Richth

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) tomou ciência de que foram divulgados, por meio de reportagem do Fantástico, dados sigilosos a respeito da avaliação psicológica de Suzane Von Richthofen.

Durante a exibição da matéria, foram divulgadas o que seriam partes do laudo elaborado de acordo com o método de Rorschach, teste psicológico privativo de psicólogos conforme a Resolução CFP n. 009/2018.

O Código de Ética do Profissional Psicólogo defende princípios fundamentais embasados na Declaração Universal dos Direitos Humanos, e se baseia no respeito à promoção da igualdade, dignidade, liberdade e integridade humana.

Dessa forma, o Conselho Federal de Psicologia, junto ao Instituto Brasileiro de Avaliação Psicológica e a Associação Brasileira de Rorschach e Métodos Projetivos, entidades brasileiras especializadas na área de avaliação psicológica, destacam que tal matéria televisiva feriu três aspectos básicos da ética do exercício profissional de psicólogo: quebra do sigilo de resultado de psicodiagnóstico, divulgação indevida de material de teste psicológico de uso privativo e, acima de tudo, a exposição pública da pessoa do avaliado, constituindo violação dos direitos humanos e um risco à sociedade.

O Conselho Federal de Psicologia ressalta seu compromisso com a garantia de preservação de uma prática profissional ética e com a defesa da profissão.

Fonte: CFP. 

Os comentários não refletem a opinião do CRP-16 sobre o assunto e são de inteira responsabilidade de seu autor, que poderá responder à Justiça caso cometa injúria, calúnia, difamação ou agressão a outrem e a esta autarquia, conforme os Termos e Condições de Uso do site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *