Envelope laranja e branco Impressora laranja e branca Mapa do Site Tamanho da Fonte Ícone de + para aumentar a fonte Ícone de A para retornar à fonte padrão Ícone de + para diminuir a fonte Contraste Ícone habilitar contraste Ícone desabilitar contraste
Logo do Facebook Logo do Flickr Logo do Instagram
Logo do Conselho Regional de Psicologia

Aprovada resolução sobre a nova carteira profissional da Psicologia

Postado no dia 22 de dezembro de 2018, às 12:42

A troca da carteira antiga pela nova não será obrigatória. Após resolução entrar em vigor, os Conselhos Regionais não poderão mais emitir as carteiras profissionais antigas

Foi aprovada por unanimidade pela Assembleia das Políticas, da Administração e das Finanças (Apaf) do Sistema Conselhos de Psicologia, nesta sexta-feira (14), a minuta de resolução que define a nova da carteira de identidade profissional (CIP) da Psicologia e sua versão digital, a e-CIP.

Esta versão digital da CIP impressa possibilitará a identificação da(o) profissional, por intermédio de aplicativo específico e certificado de atributo e poderá ofertar outros serviços, como emissão de boletos, agendamento de serviços disponibilizados pelos Conselhos Regionais de Psicologia.

A nova resolução também prevê detalhes sobre como será feita a confecção das novas carteiras, desde o tipo de material até como será realizada a sua distribuição. Ou seja, a modernização não será apenas no documento, mas em todo o processo, já que serão usados novos sistemas e equipamentos que vão agilizar o processo de captura de dados, de confecção e de entrega.

A nova CIP será confeccionada em formato similar ao do cartão de crédito, em policarbonato, material mais resistente e que oferece mais recursos de segurança. Ela possuirá mais tecnologias, como a utilização de chip, que permite a inserção de certificado digital; QR Code; e também será proposta a carteira digital, similar a outros documentos, como o e-Título e e-CNH.

Vale lembrar que a atualização das carteiras profissionais deverá ocorrer de forma gradativa. Ou seja, não será necessário realizar um novo recadastramento e o documento antigo continuará valendo. Porém, após resolução entrar em vigor, os Conselhos Regionais não poderão mais emitir as carteiras profissionais antigas.

Fonte: CFP. 

Os comentários não refletem a opinião do CRP-16 sobre o assunto e são de inteira responsabilidade de seu autor, que poderá responder à Justiça caso cometa injúria, calúnia, difamação ou agressão a outrem e a esta autarquia, conforme os Termos e Condições de Uso do site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *