Envelope laranja e branco Impressora laranja e branca Mapa do Site Tamanho da Fonte Ícone de + para aumentar a fonte Ícone de A para retornar à fonte padrão Ícone de + para diminuir a fonte Contraste Ícone habilitar contraste Ícone desabilitar contraste
Logo do Facebook Logo do Flickr Logo do Instagram
Logo do Conselho Regional de Psicologia

Curso Psicologia na Perícia do Trânsito será dias 29 e 30 de julho

Postado no dia 12 de julho de 2019, às 14:23

Ele é voltado a psicólogas do Trânsito. CRP-16 apoia evento fruto de parceira do CFP com a Abrapsit. Capacitação é gratuita e terá certificado

O CRP-16 convida as/os psicólogas/os peritas/os em Psicologia do Trânsito para uma capacitação que será realizada no final do mês de julho, em Vitória. É o Curso Psicologia na Perícia do Trânsito: Contribuições, Resoluções e Técnicas. Ele será realizado em duas turmas, uma no dia 29 de julho; outra no dia 30, no auditório do Detran-ES, na capital. As inscrições podem ser feitas até o dia 23, nos links ao final desta matéria. As vagas são limitadas.

O curso é fruto da parceria do Conselho Federal de Psicologia (CFP) e da Associação Brasileira de Psicologia do Tráfego (Abrapsit) com apoio do CRP-16 e do Dentran-ES. Ele foi anunciado pelo conselheiro do CFP Fabián Rueda, que esteve em Vitória, a convite do CRP-16, para o evento de lançamento da referência técnica sobre Psicologia, Mobilidade Humana e Trânsito, realizado em março.

O objetivo do curso é de estabelecer critérios de padronização para o processo de avaliação psicológica no contexto do trânsito.

O evento vem para atender as necessidades de capacitação dos profissionais com as novas orientações técnico-científicas e padronizar uma perícia psicológica para o transito em todo o país.

Entre os temas abordados em sua programação estão:
-os aspectos relacionados ao histórico e importância da Psicologia do trânsito no Brasil; -a discussão das Resoluções CFP nº 09/2018 e 01/2019, assim como a prática profissional.
-Referências técnicas: as/os participantes do evento receberão orientações sobre as Referências Técnicas para atuação de psicólogas em Políticas Públicas de Mobilidade Humana e Trânsito, do Centro de Referência Técnica em Psicologia e Políticas Públicas (Crepop).

O CRP-16 ressalta que a capacitação não terá nenhum custo ao credenciado e haverá certificação para os participantes.

Para realizar sua inscrição, escolha APENAS UMA TURMA acessando os links abaixo e preencha corretamente o formulário.

Turmas. A primeira será no dia 29 de julho (segunda-feira); a segunda no dia seguinte, 30 (terça-feira). As duas vão ocorrer no auditório do Detran-ES, localizado na Avenida Fernando Ferrari, 1080, Torre Sul do Edifício América Centro Empresarial, na Mata da Praia (em frente à Ufes).

TURMA 01 – segunda-feira, 29 de julho de 2019
Inscreva-se neste link: http://bit.ly/2xGWUs0

TURMA 02 – terça-feira, 30 de julho de 2019
Inscreva-se neste link: http://bit.ly/2xGEg3l

Mais informações
E-mail eventos@crp16.org.br e pelos telefones (27) 3324-2806.

CURSO PSICOLOGIA NA PERICIA DO TR NSITO: CONTRIBUIÇÕES, RESOLUÇÕES E TÉCNICAS

Cronograma:

8:00 às 9:00h – Recepção e Credenciamento

9:00h – Abertura

9:30 às 11:00 – História e Desenvolvimento da Psicologia do Trânsito no Brasil e ações do CFP nesse contexto – Fabián Rueda – CFP

11:00 às 12:00 – Discussão das Resoluções CFP 09/2018 e 01/2019: Processo de construção e impactos no trabalho da(o) psicóloga(o) – Fabián Rueda – CFP

12:00 às 13:30 – Almoço

13:30 às 16:00 – A prática pericial da(o) Psicóloga(o) do Trânsito – Juliana Guimarães – ABRAPSIT

16:00 às 16:30 – Intervalo

16:30 às 18:00 – Dúvidas mais frequentes sobre o papel/trabalho da(o) psicóloga(o) credenciada(o): discussão ampliada

Local: Auditório do DETRAN/ES na Avenida Fernando Ferrari, 1080, Edifício América Centro Empresarial (TORRE B)- Mata da Praia, Vitória – ES, 29066-920. Ponto de referência: Em frente a entrada principal da UFES.

Os comentários não refletem a opinião do CRP-16 sobre o assunto e são de inteira responsabilidade de seu autor, que poderá responder à Justiça caso cometa injúria, calúnia, difamação ou agressão a outrem e a esta autarquia, conforme os Termos e Condições de Uso do site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *