Envelope laranja e branco Impressora laranja e branca Mapa do Site Tamanho da Fonte Ícone de + para aumentar a fonte Ícone de A para retornar à fonte padrão Ícone de + para diminuir a fonte Contraste Ícone habilitar contraste Ícone desabilitar contraste
Logo do Facebook Logo do Flickr Logo do Instagram
Logo do Conselho Regional de Psicologia

O papel dos psicólogos na promoção da aprendizagem saudável nas escolas

Postado no dia 27 de abril de 2019, às 17:03

Artigo de Suzana Maria Gotardo Chambela, psicóloga do Ifes Campus Santa Teresa e conselheira do Conselho Regional de Psicologia do Espírito Santo (CRP-ES)

A atuação de psicólogos nas instituições de ensino – sejam elas de ensino fundamental, médio ou superior – contribui para práticas saudáveis de ensino e aprendizagem, tendo em vista que a aprendizagem e o desenvolvimento humano são temas sobre os quais a Psicologia se debruça historicamente enquanto ciência e profissão. O Dia da Educação é lembrado em 28 de abril e aproveitamos a data para reafirmar a importância do debate acerca da atuação desses profissionais nos ambientes escolares e no contexto educacional em geral.

O que deve pautar a atuação do profissional de Psicologia na Educação hoje não é mais a busca pelo ajustamento dos estudantes a modelos idealizados. Para além dos atendimentos individuais, que também são parte importante do trabalho nas escolas, é preciso atuar com os diversos atores que movimentam a comunidade escolar, auxiliando na produção de estratégias que garantam práticas formativas efetivas, inclusivas e saudáveis. Seu trabalho deve se dar, ainda, no sentido de contribuir para que as relações sejam coletivizadas, fraternas, solidárias e libertárias.

O debate, contudo, não deve ser restrito às crianças e adolescentes, como o senso comum costuma nos guiar ao falarmos de Educação. É urgente que as instituições de nível superior que oferecem graduações, mestrados e doutorados, também atuem na promoção da saúde mental de seus estudantes. É preciso prevenir o sofrimento psíquico, cada vez mais comum em tais espaços. Um ambiente de produção acadêmica saudável traz ganhos a todos: docentes, discentes e sociedade em geral, por meio da formação de profissionais de excelência e da produção intelectual e técnica de qualidade.

Em tempos de patologização e medicalização dos comportamentos divergentes e da própria vida, os profissionais da Psicologia podem promover, dentro das instituições de ensino, a busca pela compreensão e manejo da reflexão e análise dos modos de vida e das relações produtoras de tanto sofrimento no contemporâneo. Também são fundamentais para o acolhimento, escuta e encaminhamento de casos que demandam acompanhamento especializado, seja por negligência, violência ou agravos de saúde.

O aprendizado de conteúdos curriculares é muito importante para o desenvolvimento humano, mas construir a aprendizagem de maneira plural, acolhendo diferenças e promovendo parceria entre os diversos atores envolvidos no processo é o grande desafio que se coloca para quem atua na Educação. E a Psicologia tem uma contribuição ímpar a oferecer nessa jornada.

Os comentários não refletem a opinião do CRP-16 sobre o assunto e são de inteira responsabilidade de seu autor, que poderá responder à Justiça caso cometa injúria, calúnia, difamação ou agressão a outrem e a esta autarquia, conforme os Termos e Condições de Uso do site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *