Envelope laranja e branco Impressora laranja e branca Mapa do Site Tamanho da Fonte Ícone de + para aumentar a fonte Ícone de A para retornar à fonte padrão Ícone de + para diminuir a fonte Contraste Ícone habilitar contraste Ícone desabilitar contraste
Logo do Facebook Logo do Flickr Logo do Instagram
Logo do Conselho Regional de Psicologia

CFP na luta contra sites que divulgam testes psicológicos

Postado no dia 7 de fevereiro de 2011, às 15:44

Polícia Federal já foi acionada. Avaliações podem ser burladas por conta da prática ilegal

O Sistema Conselhos de Psicologia vem combatendo os sítios na Internet que fazem divulgação indevida de testes psicológicos para leigos. A prática fere a Lei 4.119 de 1962 que regulamenta a profissão de psicólogo. Infelizmente, o uso desses sítios tem sido feito por pessoas que desejam burlar as avaliações psicológicas para serem aprovadas em concursos públicos e conquistarem vagas de emprego.

Por conta das implicações legais, o Conselho Federal de Psicologia (CFP) já acionou a Polícia Federal (PF) para tirar da rede os endereços que têm esse tipo de conteúdo em suas páginas da Web.

Mas como há sítios que têm seu servidor fora do País, a PF iniciou diálogo com a Interpol (sigla em inglês de Organização Internacional de Polícia Criminal) a fim de que o combate à prática seja realizado também fora do Brasil.

O CFP também se reuniu com o Ministério Público Federal (MPF). O MPF solicitou ofícios dos casos registrados pelo Conselho para analisar.

Implicações
De acordo com o técnico de Orientação e Fiscalização do Conselho Regional de Psicologia da 16ª Região (CRP-16) Douglas Gonçalves Jacob, os sítios que divulgam informações sobre os testes psicológicos estão em desacordo com a Lei Federal 4119/1962, que regulamenta a profissão.

“É privativo do psicólogo a utilização de testes psicológicos. Só os psicólogos podem comprar ou manusear os testes e seus resultados nas avaliações psicológicas. Ao leigo é prática ilegal do exercício profissional”, explicou Jacob.

Segundo ele, os sítios divulgam não apenas o teste, mas também informações que podem interferir diretamente no resultado do exame.

“Até o manual que traz informações de como é feita a aplicação e correção dos resultados dos testes psicológicos vem sendo divulgado. Com isso, as pessoas podem se sair melhor”, exemplificou o técnico do CRP-16.

Denuncie!
Quem souber de algum sítio que faça o uso indevido dos testes psicológicos deve fazer uma denúncia junto ao CRP-16 e ajudar no combate a essa prática.

Confira aqui o ofício encaminhado pelo CFP aos Regionais.

Os comentários não refletem a opinião do CRP-16 sobre o assunto e são de inteira responsabilidade de seu autor, que poderá responder à Justiça caso cometa injúria, calúnia, difamação ou agressão a outrem e a esta autarquia, conforme os Termos e Condições de Uso do site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *